Blog

5 dicas para aumentar a produtividade no seu laboratório

Se você é gestor de um laboratório, provavelmente lidou com algumas questões relacionadas a produtividade. Você precisa saber se tem capacidade para atender a uma nova demanda mas não consegue responder de bate-pronto, nem depois com absoluta certeza. Você sente que não sabe quanto seu laboratório irá produzir nessa semana. Você sente que faltam insumos frequentemente, e isso só é descoberto quando a análise já foi iniciada.

Se você é um analista, as perguntas são mais estressantes ainda. Você já começou alguma análise e não conseguiu terminar? Novas prioridades fizeram com que você perdesse trabalhos iniciados mas que ficaram pra depois? Você não sabe qual será sua próxima análise?

Independente de que lado você está, essas questões afetam diretamente a produtividade no laboratório e a satisfação dos analistas e diretores.

Essa é a realidade de muitos laboratórios! O dia-a-dia no laboratório pode ser bastante desafiador em termos de produtividade. É um trabalho minucioso, que requer concentração e acompanhamento. Neste cenário, o planejamento aparece como seu melhor aliado. Reuni nesse post 5 dicas para você aplicar em seu laboratório e ver a produtividade aumentar muito rápido.

1. Programe a produtividade no laboratório, alinhando as atividades com antecedência

Programe as análises que devem ser feitas pelos próximos quinze dias, considerando os seguintes aspectos:

  • Qual é a análise?
  • Que equipamento utiliza?
  • Qual analista irá executar?
  • Quais os insumos?
  • Qual o prazo da análise?

Ao responder essas questões, você já consegue encaixar as tarefas sem sobreposição de uso de equipamentos, pessoal ou insumos. E o analista, pode se programar e antecipar alguma tarefa de sua próxima análise em momentos de espera. Experimente essas dicas para melhorar a produtividade no laboratório!

Aqui deixei com muito carinho um pouco da minha experiência com nosso laboratório! Confira, deixe seu like e compartilhe!

2. Acompanhe um fluxo pré-estabelecido

Apesar de serem diferentes, as análises seguem um padrão considerando as etapas e procedimentos de registro, certo? É importante ter o fluxo detalhado para não pular nenhuma etapa, ou pior, deixar o trabalho sem conclusão ou documentação necessária.

Criar o fluxo é trabalhoso, mas recompensador. Por isso a equipe de engenheiros da DCtech, em parceria com o laboratório Zay, desenhou um fluxo completo: O Fluxo ideal de análise de estudo de estabilidade de medicamentos. Se você atua nessa área específica, é só baixar gratuitamente, imprimir e colocar em seu laboratório para sua equipe seguir! Se não é sua área, baixe e use como ponto de partida, adaptando para as particularidades de seu processo.

3. Revise seus equipamentos

Algumas tarefas podem ser muito mais rápidas quando utilizado o equipamento adequado. Constantemente surgem novas tecnologias que facilitam as atividades rotineiras dos laboratórios de análise, acompanhe o que existe de novo no mercado para ser mais eficiente! Você pode acompanhar novidades em nosso blog do laboratório químico!

Para esse post, selecionamos um produto que ajuda muitos analistas a reduzirem o tempo com atividades operacionais: a seringa eletrônica eVol. Além de diminuir a probabilidade de erro nas preparações, você conseguirá economizar em insumos e reduz o impacto ambiental, reduzindo a quantidade de resíduos gerados.

A seringa eVol ® é controlada digitalmente e pode ser programada para executar com precisão e reprodutibilidade. Oferece uma ampla variedade de procedimentos para a manipulação de líquidos. Assista ao vídeo sobre o produto (em inglês) para conhecer as principais funcionalidades.

micropipeta eletronica e-Vol

4. Utilize softwares para documentar cada etapa e resultado

LIMS – Laboratory Information Management System; é a sigla para os softwares que ajudam nas diferentes tarefas de gestão dos laboratórios. O seu laboratório já tem um? Essa ferramenta muda sensivelmente o dia-a-dia dos laboratórios, ajudando em diferentes atividades e aumentando a qualidade das informações e análises de dados.

Aqui na DCtech e em nosso laboratório de aplicação Zay, utilizamos o KLIMS. Ele otimiza todos os processos: Gestão de recebimento, de amostras, de estoques, permite a consulta de boletins para clientes, o upload de documentos, fila de trabalho e aprovação e responde aos requisitos da Norma ISO 17025 do processo de acreditação de laboratórios. Além disso é em português!

Outro software muito importante no nosso laboratório é o Effivalidation. Com ele nossos desenvolvimentos de metodologias analíticas ficam documentados e calculados, porque ele tem uma área de cálculos de validação exploratória. Quando chegamos à validação, ele também registra e calcula os resultados e produz os gráficos e tabelas necessárias para que possamos prontamente anexar a nossos protocolos de validação com trilha de auditoria e dentro dos requisitos da ISO 17025. Acabando com as planilhas de Excel, além de trazer mais confiabilidade às nossas análises, conseguimos evitar reanálises devido a cálculos errados ou interpretações equivocadas.

5. Solicite consultoria dos fabricantes / representantes

Cada fabricante ou representante, em caso de marcas internacionais, pode te ajudar a adaptar o equipamento para sua aplicação específica.

Normalmente a equipe de vendas também é formada por técnicos experientes que o auxiliarão a identificar qual o melhor equipamento e consumível para sua análise. A equipe da DCtech te ajuda a montar sua especificação customizada para seu equipamento, além de ter uma consultoria específica para seleção de colunas, consulte-nos sempre que precisar.

Agora é com você! Coloque em prática uma ou mais dicas e nos conte o que mudou em seu laboratório!

Como aumentar a produtividade no laboratório.

Artigos relacionados:

Effivalidation, Gestão, Laboratório, Software , , , , , ,